PESSOAS E PROJETOS QUE ESTÃO MUDANDO O MUNDO

Lise Mary Soares Souza

Doutora em Educação, Mestre em Psicologia, Professora do Curso de psicologia da UECE (Universidade Estadual do Ceará), Coordenadora do Projeto Reconectar, Psicologa e Assistente Social.

@reconectar_uece

YouTube: Reconectar

Sobre

O Projeto de Extensão, RECONECTAR: Experiências Agroecológicas e  Ecopsicológicas na UECE - EDUCAÇÃO AMBIENTAL HUMANITÁRIA  foi criado em 2019 e dele participam alunos de diversos cursos da Universidade, numa perspectiva transdisciplinar. 

 

Busca-se através do projeto, contribuir com a melhoria das relações sociais a partir da reconexão ser humano e natureza.

 

Os pressupostos do projeto são calcados na ecopsicologia, que discute a relação ser humano e natureza, seus vínculos saudáveis com a terra e consequentemente oferece um estímulo às práticas de saúde mental entre os sujeitos a partir dessa reconexão; na agroecologia que visa dar suporte a um novo caminho para uma agricultura ecológica e de base sustentável e na educação ambiental humanitária que visa estimular a compaixão, a ética e o respeito pelos animais humanos e não humanos. 

 

"Os nossos objetivos se concentram em sensibilizar a comunidade em geral para o zelo com o meio ambiente, com a floresta, com a natureza de dentro e de fora, através de ações de reflorestamento, proteção ambiental e de intervenções ecopsicológicas. Acreditamos que assim atuando, podemos contribuir para uma comunidade  mais emocionalmente saudável e sustentável ecologicamente, além de explorar os vínculos psicológicos ser humano e natureza em todas as suas dimensões." 

 

Ações como a constituição do Ecomuseu da flora, da fauna e do céu da UECE, a criação de um berçário de mudas, da casa de sementes crioulas e de canteiros agroflorestais estão dentro do escopo do projeto. Os bolsistas do projeto tem ainda desenvolvido projetos de pesquisa dentro da temática da saúde mental e natureza e o projeto já ganhou uma menção honrosa e o segundo lugar no concurso UECE SUSTENTÁVEL, na última Semana Universitária, ocorrida em outubro de 2019.

 

Investindo na formação dos seus alunos, foram montadas 4 expedições grupais de treinamento e capacitação. 

Além disso, o Projeto criou o Biblionectar que ocorre aos sábados e é destinado a vivencias de biblioterapia, um caminho para, através da arte, conversar sobre esses tempos pandêmicos. Montaram também uma  exposição de arte na quarentena, que funciona de modo virtual e é destinada a comunidade universitária e geral, no sentido de estimular a produção artistica nesses momentos difíceis. 

Além disso, foram criadas oficinas online para  levar os participantes a refletirem sobre o cuidado de si e do outro em  tempos adversos.

"Estamos realizando atualmente a quarta expedição que se chama Formando encantadores de natureza: a Ecopsicologia, o ecomuseu e a terapia de floresta na regeneração  e  restauração  de vidas e biomas. Tal expedição conta, além da comunidade universitária, com a participação de 520 pessoas de diversos lugares do Ceará, do Brasil e do exterior."